sábado, 12 de setembro de 2009

Abra-te!!!

O pai passava e falava para a porta automática:
-Abre-te, Sésamo!
E a porta se abria...
A mãe vinha atrás:
-Abra-te, Sésamo!
E a porta se abria...
E o irmão mais velho também:
-Abra-te, Sésamo!
E a porta se abria...
E a pequenininha, do alto dos seus três aninhos, não podia ficar atrás:
-Abra-te, TIO SÉRGIO!
...
Do outro lado da porta os outros integrantes da pequena família se arrebentavam de tanto rir.

1 comentários:

Andréa disse...

Que demais!
Tô mando de paixão seu blog.
Será que eu mostro as minhas memórias tbm?
Beijos

Postar um comentário

Faça parte dessa estória